Kika Ortodontia

Dispositivos Protocolares sobre Mini-Implantes

Expansão rápida da maxila assistida por mini-implantes (sem cirurgia)

A expansão rápida em adultos é um dos procedimentos mais procurados do momento, devido ao fato de poder retirar o paciente de uma cirurgia.

Com o uso da ancoragem esquelética por meio dos mini-implantes, essa nova modalidade terapêutica tem se mostrado bastante efetiva no tratamento da atresia maxilar.

Essa terapia é conhecida como MARPE, sigla em inglês do termo Expansão Rápida da Maxila Assistida por Mini-Implantes, que pode ser utilizada em pacientes jovens e adultos, sem cirurgia.

Existem diversos modelos de MARPE, que variam de acordo com a idade, tipo de movimentação auxiliar, grau de atresia e a qualidade e espessura óssea.

Exige cuidados em sua realização para que a disjunção realmente possa acontecer.Mensurações em 3D podem ser realizadas para o planejamento do seu caso.

Protocolo Manhães Classe III

Este protocolo consiste em tratar a classe III de maneira pouco invasiva, eliminando os efeitos dentários indesejáveis da protração convencional e potencializando o efeito ortopédico.

Esta mecânica é composta pelo Hyrax Híbrido (disjunção assistida por mini-implantes) e a Barra Manhães para o uso de elásticos de Classe III.

Barra de Impactação Maxilar Individualizada

O alto custo das mini-placas abriu novos horizontes quando o assunto é impactação maxilar.

Esta mecânica é realizada com mini-implantes em palato, que suportam a barra de impactação.

Mini-implantes extra-alveolares com ganchos específicos são utilizamos para esta mecânica a fim de promover a intrusão dos elementos selecionados, sem inclinações.

Giro do arco

A correção do desvio da Linha média até hoje era realizada com o uso de braquetes, elásticos, entre outros. Porém esta nova modalidade que utiliza a ancoragem esquelética e cursores de deslize, vem sendo comumente solicitada pelo controle da biomecânica, pela sua facilidade de ativações e ainda podemos levar em conta que é um dispositivo estético.

Áreas de enxerto ósseo

Pacientes que se submeteram a procedimentos de enxerto ósseo, até agora estavam destinados a ficar sem dentes nos locais dos enxertos, devido ao contato da resina das próteses pressionar a área enxertada.

Com o uso da ancoragem esquelética, é possível deixar a área de enxerto suspensa, livre de contato e assim o paciente pode sorrir livremente com os elementos estéticos em posição. Esta técnica é possível nos dias atuais, devido ao planejamento 2D prévio para estipular as melhores áreas de instalação e forças exercidas sobre os mini-implantes, bem como a qualidade de rigidez exigida por esse tipo de peça, onde soldas usadas antigamente, não suportariam tais forças.

Distalizadores

Em se falar de distalização existem diversos modelos de dispositivos sobre mini-implantes, sendo eles simétricos, assimétricos, com componente intrusivo, associado a disjunção etc. Solicite um planejamento 2D do seu caso.

Barras Multifunções

As barras multifunções são excelentes acessórios de ancoragem e podem ser palatinas ou vestibulares (articuladas) e nos possibilitam movimentos como retração, intrusão, distalização, perda de ancoragem, correção da mordida de Brodie etc. Envie o pedido de planejamento 2D.

Perda de ancoragem

A perda de ancoragem para muitos é o calcanhar de Aquiles da ortodontia, e assim, é um movimento onde os mini-implantes são bem indicados.Esses podem ser dispositivos confeccionados com guias para o controle biomecânico do caso ou um simples dispositivo de ancoragem absoluta.

Para Dispositivos Individualizados de movimentos não citados acima, no espaço do cliente você encontra muitas opções em nosso catálogo e também pode solicitar gratuitamente seu planejamento 2D para casos específicos ou de múltiplas funções.